16jan
By: admin ligado: janeiro 16, 2020 In: Branding Comments: 0

O mundo do marketing é cheio de termos que muita gente fala, muita gente ouve, mas nem todo mundo sabe exatamente o que significa. E não estamos falando dos termos em inglês que fazem parte do vocabulário — tipo briefing, job, branding, target –, mas de termos cujos significados são muito amplos.

O conceito aqui, na real, nem é tão complexo: posicionamento de marca é, essencialmente, o lugar que você quer que a sua empresa ocupe no coração e na mente de seu público. A maneira como você quer que ela seja vista.

Mas, atenção à duas palavrinhas muito importantes que podem passar batidas no parágrafo acima: você quer. Há uma grande diferença entre como você quer ser visto e como você de fato é visto pelo seu público.

Em um cenário ideal, o seu público enxerga sua empresa exatamente da forma como você sonha, mas como o mundo real quase nunca é o “cenário ideal”, você precisa ralar muito para construir a imagem adequada para a sua marca.

Aí entra o trabalho de branding e posicionamento de marca: há diferentes medidas e ações que devem ser realizadas para que a imagem que você quer passar esteja em sintonia com a imagem que o público recebe.

Posicionamento de marca na prática

Quer um exemplo interessante? As Havaianas. O que nasceu como um produto simples, um chinelo comum, que era meio que “pau pra toda obra”, ganhou uma infinidade de cores e modelos e tornou-se praticamente uma grife.

Convenhamos: ainda é “apenas” um chinelo de dedos, mas ganhou uma nova roupagem completa, reinventou toda sua comunicação e a maneira como conversa com seu público. Havaianas virou cool, e hoje é esse sucesso que todo mundo conhece.

Isso não aconteceu da noite para o dia: as Havaianas fizeram um grande trabalho de (re)posicionamento de marca. Agregaram valor para sua marca. Buscaram parcerias para criar modelos exclusivos e temáticos. Mergulharam na cultura pop para trazer chinelos personalizados do Mickey Mouse, Harry Potter, Super Mario, e muitos outros. Hoje em dia, há um modelo para cada “tribo”, e o slogan “todo mundo usa” reforça essa ideia.

Outro exemplo de marca muito bem posicionada é a Apple. O perfil visionário de Steve Jobs ajudou a empresa a construir a imagem de uma companhia inovadora, vanguardista, que desafia o status quo e sempre está pensando além, um passo na frente da concorrência.

Isso tudo é verdade? A Apple é tão revolucionária assim? A resposta para esta pergunta varia conforme a pessoa para quem se pergunta, mas uma coisa é fato: a Apple vende muitos mais valores — o peso da marca em si, o que ela significa — do que produtos.

O que impacta no posicionamento de uma marca?

Várias coisas. A experiência do cliente é uma das mais importantes. Hoje as pessoas não estão apenas consumindo produtos, elas querem algo que gere uma experiência diferenciada, algo que cative, seduza, e vá além do produto em si.

A cultura organizacional é outro fator importante desta equação: tenha em mente que cada colaborador — do zelador ao CEO — são garotos-propaganda em potencial de uma marca. A imagem que eles passam da empresa para seus amigos e parentes pode construir (ou destruir) uma marca. Essa mensagem é passada adiante, em um telefone sem fio que acaba impactando diretamente na percepção de um número imenso de pessoas.

Isso quer dizer que não adianta você só “se vender” como uma empresa bacana, que tem um ambiente de trabalho legal e quer que todos ali estejam realizado profissionalmente. Sua empresa precisa ser assim de fato, não só na fachada. Quem trabalha ali precisa acreditar naqueles valores, se identificar com eles. Só assim o colaborador vai “vestir a camisa” pra valer.

Na prática, o que vale é ser verdadeiro e fiel aos princípios. Se você diz que é uma empresa descolada, seja uma empresa descolada. Se sua empresa é sustentável e preocupada com o meio ambiente, realize ações que validem isso. Posicionamento de marca é muito mais sobre mudar quem você (no caso, a empresa) é, e não sobre querer mudar “na força” como o público o vê. Se quer ser visto do jeito certo, comece agindo do jeito certo.

Como está o seu posicionamento de marca?

O exemplo das Havaianas é ótimo para ilustrar como uma mudança de posicionamento pode alterar completamente a percepção do público em relação a uma marca, produto ou empresa.

Aí fica a dúvida: como está o posicionamento da sua marca? Você acredita que o público vê a sua empresa da forma como você quer que ela seja vista? Ou você nem sabia direito o que era isso, e caiu de paraquedas neste artigo?

Independente de qual for o seu caso, fica tranquilo, que a gente pode te ajudar: através de um planejamento de gestão, podemos ajudá-lo a transformar a imagem da sua empresa, para que ela seja vista do jeito que você idealizou.

Se interessou? Quer um help para construir (ou atualizar) a marca da sua empresa? Fala com a gente. Traz sua marca pra cá pra gente te fazer sentir, e vamos fazer de 2020 um ano de transformação para o seu negócio. 😉

Trackback URL: https://www.pepperscriacao.com/blog/posicionamento-de-marca-voce-sabe-como-sua-marca-e-vista-pelo-seu-publico/trackback/

Leave reply:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *